Artigo: Como o teste vocacional pode te ajudar?
 

Artigos no Empregando Brasil

Você também gostaria de escrever um Artigo para o Empregando Brasil? Entre em contato conosco. Esse é um espaço aberto para todos os profissionais que queiram agregar informações relacionadas ao mercado de trabalho

Como o teste vocacional pode te ajudar? por Gustavo Marlieri

Os anos vão passando, o Ensino Médio vai ficando para trás e chega, então, a hora de escolher uma profissão. É nesse momento que muitas pessoas passam por uma das crises mais comuns na vida de qualquer ser humano: o que vou ser daqui para frente? Escolher uma profissão é, para a maioria das pessoas, uma tarefa árdua, pois poucos sabem, desde cedo, o caminho que se quer trilhar pela vida toda, ou pelo menos por uma boa parte dela. Nem todos crescem com uma vocação clara e já definida em relação à profissão que querem seguir.


Para facilitar a tomada dessa decisão, existe o teste vocacional, que nada mais é que um método para identificar o perfil psicológico do indivíduo com base em perguntas direcionadas. Trata-se, em linhas gerais, de um questionário que visa testar as aptidões do candidato e, assim, indicar, a partir dos gostos e interesses detectados, a profissão, ou área, em que o indivíduo tende a ter mais chances de sucesso.


Também chamados de testes de orientação vocacional (OV), o teste vocacional é elaborado e aplicado por um psicólogo com formação em orientação profissional. Apesar de ser possível encontrar vários testes vocacionais gratuitos em páginas espalhadas pela internet, somente um especialista poderá traçar com exatidão o perfil profissional de cada indivíduo. Os formulários online são, em sua maioria, padronizados e, por isso, não se aplicam a maioria das pessoas, sobretudo, se considerar a singularidade de indivíduo.


Quando realizado por um psicólogo ou por um orientador educacional, o teste se torna mais preciso, pois esse profissional é qualificado para estudar cada caso individualmente. Além disso, após o diagnóstico, é possível conversar com o profissional e esclarecer as possíveis dúvidas que surgirem. Por meio de algumas conversas, antes e após a aplicação do teste, o psicólogo poderá coletar mais informações que poderão ser essenciais para determinar quais as áreas que o indivíduo possui maior afinidade, algo que os questionários online não são capazes de determinar.


Como dito, os testes vocacionais são elaborados por profissionais da área de psicologia e inspirados em perguntas específicas que visam mapear as áreas as quais o indivíduo tem mais aptidão. Assim, a ideia do teste é ajudar as pessoas a localizarem profissões que combinam com seus traços de personalidade. A maioria dos testes indica qual a área de conhecimento (e não a profissão!) que o individuo deveria optar. A saber, as três grandes áreas são: ciências exatas, ciências biológicas e ciências humanas.


Para que o resultado seja realmente eficiente, é importante que aquele que se propõe a fazer o teste seja sincero no momento de responder às perguntas. É essencial pensar bem antes de escolher cada resposta! Dessa forma, ao final do teste, será possível encontrar o perfil psicológico do indivíduo e, teoricamente, também a sua verdadeira vocação. Teoricamente, visto que alguns especialistas têm questionado a veracidade do resultado do teste. Só porque se goste de esportes, por exemplo, isso não implica necessariamente que não se tenha aptidão para se lecionar literatura – daí a importância de fazer o teste com um profissional em vez de um teste avulso. Lembre-se sempre de que algumas qualidades não inatas podem ser desenvolvidas.


É importante ressaltar que o resultado não define uma profissão para cada perfil em uma espécie de "fórmula mágica", mas promove um direcionamento a fim de que próprio indivíduo se torne apto a escolher uma carreira que tenha mais a ver com si. E, dessa forma, ele pode te direcionar com certa segurança para a profissão correta. Nesse processo, é essencial que se faça um caminho de autoconhecimento, pois as escolhas profissionais também se relacionam com os conceitos de autoestima, autoimagem e, obviamente, podem sofrer influências familiares com alcances até mesmo da ordem do inconsciente. A escolha, portanto, é pessoal e deve ser feita a partir de um profundo processo de reflexão, evitando, assim, eventuais frustações tardias.


O mais importante no momento de escolher uma carreira é saber que essa escolha deve ser feita por si mesmo com base não apenas em condições de mercado e salários, por exemplo. O indivíduo deve estar ciente da importância que essa decisão terá em sua vida, daí a importância do autoconhecimento. Conhecer a si mesmo, saber suas aptidões, suas afinidades, é bem mais eficaz do que conhecer apenas as características de todas as profissões.


Entretanto, é igualmente necessário que, após a realização do teste vocacional, se procure conversar com profissionais das áreas que foram identificadas. Dessa forma, será possível conhecer um pouco mais sobre o dia a dia da profissão escolhida, fator fundamental para amadurecer o desejo de prosseguir com essa carreira e tomar uma decisão com segurança.


Faça um teste vocacional e conheça a si mesmo... descobrir uma profissão será bem mais fácil! Boa sorte!

 

Foto do Autor

Gustavo Marlieri

Atribuições: Graduado em Gestão Comercial com qualificação profissional em Contact Center pelo Centro Universitário Newton Paiva, em Minas Gerais. Atuei como supervisor de cobrança, liderando e desenvolvendo equipes de operadores em grandes empresas do ramo de Contact Center.

Atualmente desenvolvo trabalhos no departamento de Gestão Empresarial de uma empresa de grande porte, capacitando colaboradores e dando apoio na tomada de decisões corporativas, profissão que concilio junto ao meu gosto por escrever para diversas mídias.